segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Afetividade - Observando o "eu"


Hoje vemos que as pessoas estão se tornando cada vez mais autoritarias e menos ouvintes.

Contudo, temos o livre arbitrio de escolher como tratamos e como desenvolvemos problemas e soluções assim.
Temos que nos esculpir a cada dia que passa para nos tornarmos pessoas melhores.

Dizem os especialistas que nosso cérebro está programado à primeiramente respondermos impulsos emocionais e depois aos racionais. Portanto nossa tendência primeira é o desabafo.Para depois nos arrependermos!!!

Muitas das vezes as pessoas precisam desabafar e usam (infelizmente) a maneira errada de comunicação e expressão, creio eu que muitas por não terem aprendido ou ignorado o fato de aprendermos isso dentro de casa (educação vem de berço, lembra?).

Dizem ainda os especialistas que o intervalo de tempo entre a manifestação emocional em
nosso cérebro (que é a primeira) e a racional (que é segunda) gira em torno de 12 milésimos de
segundos! Destas informações tiramos duas conclusões:
1) Sentir raiva faz parte da natureza humana, pois estamos condicionados à primeiramente
o emocional se manifestar. Portanto, não nos condenemos por sentir raiva;
2) Deixar a raiva manifestar-se de forma inconveniente é uma questão de escolha, pois
após a resposta emocional (a raiva) vem a resposta racional (o autocontrole).
Lembra-se do “conte até dez?”. Esta regra tem validade científica, pois se contarmos até dez,
neste intervalo de tempo a racionalidade se manifestará e teremos condição de exercitar o
controle emocional.
Na realidade, nem precisamos contar ate dez: contemos até três. Este intervalo de tempo é
mais do que suficiente para a racionalidade imperar. Isto é, se quisermos que ela impere!!! Pois o
usual é deixarmos o emocional tomar conta. Mas se escolhermos viver bem, devemos agir com sabedoria, aproveitemos da manifestação da racionalidade.

Podemos sim, dar a volta por cima, devemos modificar nossas atitudes e mostrar para os outros que podem mudar também. Focando o seguinte: O que mudar (o que de negativo nos atrasa)? ; Vontade e desejo de mudar (sem isso não irá adiantar nada... lembre-se "querer é poder!"); Mudar os pensamentos, ter a mente aberta para novos conhecimentos (eu sei, o novo assusta, mas temos que conhecê-lo mesmo assim, precisamos ter coragem e enfrentar os desafios que a vida nos proporciona); e a tomada de atitude para que tudo funcione.

A partir do momento em que decidimos ter uma vida produtiva e com significado podemos adotar uma das duas alternativas:
a) Sermos especialistas em desabafar, e conseguimos mal viver, ou
b) Sermos especialistas em comunicar, e conseguimos bem viver.

Cabe a nós, decidirmos se vamos cair e ficar no chão ou se vamos cair, levantar e limpar a poeira dos joelhos.



Bem viver ou mal viver é escolha pessoal.

1 comentários:

Sarah Crysthina on 24 de agosto de 2009 13:57 disse...

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-103226085-nb-acer-aspire-one-a0a150-1435-intel-atom-161gb160gb-rosa-_JM

Postar um comentário

 

ADMCRIATIVA Copyright © 2009 Girlymagz is Designed by Bie Girl Vector by Ipietoon

BlogBlogs.Com.Br